31 de janeiro de 2015

O Que Vem Por Aí - Próximas Leituras - By Ju






Olá pessoal!!!

Para fechar este mês de janeiro e aproveitando o fato de que minha lista de leitura está infinitamente maior do que sempre foi, eu resolvi reunir aqui os livros que estão empilhados esperando por mim e mostrar para vocês as resenhas que vem por aí.
Vamos lá?

Vou começar pelos que estou lendo, que são três, no momento:

"Deslumbrante", de Madeline Hunter: Eu ganhei o segundo volume desta série chamada 'As Flores Mais Raras' e fui atrás do primeiro para começar a ler. Até agora tô gostando. É um romance de época, sobre uma moça que procura justiça para limpar o nome do pai, que ela acredita que foi acusado injustamente e por conta disso, não suportou a pressão e se matou. Em sua busca ela esbarra em Sebastian Sommerhayes, um dos responsáveis pela sentença dada a seu pai e aí...  Vamos deixar para a hora da resenha.



"A Guerra dos Tronos", de George R.R. Martin: Me rendi a este livro, depois de praticamente uma campanha nacional dos meus amigos para que eu assistisse a série. Assisti a série, como não podia ser diferente, me apaixonei e leitora voraz que sou, solicitei os livros, que meu amigo Willian me emprestou (e que vão ficar de reféns durante um ano para vingar meu Harry Potter que quase não voltou pra casa. Tô brincando Will. Não tô não). Faltam umas cem páginas para eu acabar e só posso dizer que Tyrion Lanister é demais!



E a terceira leitura do momento é "Se Eu Ficar", de Gayle Forman. Eu ganhei este livro lindo no Natal e já estava lendo algumas coisas antes dele, um ou outro livro furou a fila e passou na frente, mas aí eu parei e decidi que era hora dele. Comecei a ler ontem a tarde, faltam umas 50 páginas para eu terminar. Provavelmente acabo hoje à noite e a próxima resenha postada antes que eu vá viajar vai ser a dele. Tô adorando.


Agora, podemos seguir para a pilha de livros que está em espera.
E não é pouca coisa não.
Vamos lá:

No topo da lista encontra-se  "A Fúria dos Reis", de George R.R. Martin, que não vei ser necessariamente o primeiro que vou ler. Como estou lendo o primeiro volume da série neste momento, provavelmente vou dar uma pausa entre uma leitura e outra. Mas posso dizer pelo primeiro que é muito melhor que a série de TV e me fez ficar muito mais apegada a alguns personagens - o que, em se tratando de Martin, não é uma boa coisa, pois quanto mais você se apega, mais ele mata. Enfim, vou resistir bravamente, esperando que a "espada" de Martin passe longe do meu personagem preferido. Mas é meio difícil acreditar nisso.

Logo abaixo estão "Quatro" e "Convergente", de Veronica Roth. Já resenhei Insurgente e todo mundo sabe que eu fiquei enlouquecida com o final dele, louca para botar as mãos no terceiro volume e acabar com tudo de uma vez. Pois é, alguns livros furaram a fila (isso sempre acontece!) e por enquanto ele tá ali na espera. Também porque estou com medo de ler ele, já que pelas resenhas e comentários que tenho visto, alguma coisa de muito ruim vai acontecer e eu tenho que preparar meu pobre coração. E o "Quatro", que conta a história do Tobias, que é bem fininho e provavelmente eu vou ler muito rápido e contar para vocês o que achei.


Em seguida, temos "Contos da Seleção", que depois de ler a trilogia e me apaixonar, não podia deixar de ler as histórias paralelas para completar. Esse livro é da minha amiga, faz mó tempão que tá comigo e eu preciso ler ele logo para devolver para ela antes que ela peça minha cabeça numa lança - Gabi, ele tá bem viu? Tô cuidando direitinho! Ao contrário dos livros do Will, não vou fazê-lo de refém! Só não deu para ler ainda!

Embaixo dele está o livro "Em Busca das Borboletas" Vol. 2, da autora portuguesa Margarida Pizarro, que chegou até mim pela parceria com a Chiado Editora. Muito romance no ar, uma capa linda, foi tudo o que bastou para eu querer esse livro para mim. Eu terminei de ler o Vol.1 há um tempinho e assim que eu terminar o 2 vou fazer uma resenha completa e nós teremos uma surpresa para vocês... Então fiquem de olho!

Aí a gente chega nele: "O Diário Secreto de Lizzie Bennet", que é o livro que eu mais desejava neste momento, foi uma agonia até ele chegar em casa, quase endoidei. Mas ele chegou e está aguardando sua vez. Não é segredo para ninguém o quanto eu amo Jane Austen e tudo que se refere a ela e esse livro é baseado em uma web série, de mesmo nome, que é uma adaptação moderna e divertida de "Orgulho e Preconceito". Fiquei com certo receio de ver a adaptação, com medo de terem estragado a história que eu mais amo. Mas acabei me rendendo e é uma gracinha. Muito criativa e divertida. Aí quando eu vi o livro... Já sabe, né? Não teve jeito!


"Provocante", de Madeline Hunter é o segundo volume da série 'As Flores Mais Raras', que eu ganhei de presente num amigo secreto do grupo Literatura de Época, do qual participo no Facebook. Eu AMO romances de época e logo que cheguei de viagem e vi esse livro, minha vontade foi de largar tudo que eu estava lendo para ler ele. Como eu já disse lá em cima, por er ganhado o segundo volume, fui atrás do primeiro e estou lendo.


E a lista continua com "Um Perfeito Cavalheiro", da Julia Quinn, que comprei na última Black Friday do ano passado (pela bagatela de 8 reais apenas!!! Ai que alegria!), e que já está na fila há mais tempo que os outros, portanto eu deveria lê-lo primeiro... O livro é o terceiro volume da série "os Bridgerstons" e eu preciso mesmo tirar ele dessa lista o mais rápido possível.


E, para terminar, a mais desejosa de odas as minhas aquisições. A coisa mais linda e maravilhosa da minha lista: "Outlander: A Libélula no Âmbar", de Diana Gabaldon. A maravilhosa continuação de 'Outlander: A Viajante do Tempo'. É bem provável que ele fure a fila de todos, depois que eu terminar o 'Guerra dos Tronos'. Estou preparando meu coração e minha alma, porque pelo que andei comentando com outras fãs da série, esse é um dos livros mais emocionantes dentre todos. E pela ansiedade que eu já estou segurando há um bom tempo, creio que os outros livros vão ter que esperar que eu mergulhe nas quase 900 páginas dessa maravilha e volte à superfície totalmente recuperada e pronta para outras leituras.



Esses são os livros da minha lista oficial, mas como eu vivo indo na biblioteca daqui da minha cidade e já sei que chegaram muitos livros novos por lá e claro, eu nunca saio de lá sem um livro debaixo do braço, então essa fila vai ser furada muitas vezes, com toda a certeza!

E vocês, o que andam lendo por aí? Contem para gente, indiquem mais livros para minha lista infinita, enfim, vamos trocar figurinhas!

Por hoje é só e até a próxima!

30 de janeiro de 2015

Das surpresas do facebook: Divino B'Atista, nosso primeiro autor parceiro.

Pois é, gente. Eu não sou muito de fazer suspense, então logo no título do post já "vendo meu peixe"! rs É exatamente sobre isso mesmo que vocês vão ler. :) 

Viajando pelas páginas de grupos literários no facebook, acabei vendo um post do Divino onde ele fala que disponibilizará no whattpad o primeiro capítulo do seu livro "Encantada" (clica pra ler). De cara a capa do livro me chamou a atenção e eu parei para ler sua sinopse. Pronto, a trama de "Encantada" me deixou simplesmente encantada e lá fui eu - toda impulsiva - perguntar se ele tinha interesse em fazer parceria. E qual não foi a minha surpresa, gente, quando ele aceitou logo de cara! Interesses em comum, a gente começou a conversar e eu acabei percebendo que o moço é meio bombril, sabem? Mil e uma habilidades. rs

Arquivo pessoal do autor
"Nascido no dia 01/08/1995 na pequena cidade de Ceres (no Estado de Goiás), o romancista brasileiro Divino Batista da Costa Filho teve sua vida por um fio. Sua infância foi diferente da de muitos outros garotos da sua idade. Por crescer em um ambiente em que tinha mais meninas do que meninos para brincar e se divertir, ele sentiu, pela a primeira vez, a sensação de brincar de boneca, casinha, e muitas outras brincadeiras de meninas. (O que, na sua opinião, o ajudou muito a escrever o cotidiano feminino em seus livros). Reprovado apenas uma única vez no Ensino Fundamental, por não saber LER, Divino Batista teve a chance de conhecer o mundo que sempre sonhou: O Mundo das Palavras. E começou a criar suas histórias, contos, crônicas em cadernos escolares e deixá-los nas bibliotecas das escolas para que outros alunos pudessem ter a chance de lê-las. Além de seu sonho pela Escrita, Divino Batista sempre demonstrou talento em outras área, como: Teatro, Dança, e Canto (e também, apresentador, editor, roteirista, cenógrafo, fotógrafo, câmera-man, e muitos outros.). Ele criou uma WebTV nomeada atualmente como Canal GTV, que hoje, é seu atual ponto de negócios. Atualmente, com 19 anos, Divino Batista está escrevendo seus novos projetos: Apaixonada Por Um IDIOTA (livro gratuito, especialmente para os fãs), Sensações (primeiro volume da série ''A saga, Quando Fala o Coração!''), Meu Melhor Amigo (volume único, com participações especiais), e Crescente (primeiro volume da série ''Anjos do Sonho'')." - Texto extraído do site do autor.
Bom, durante as nossas conversas, Divino me informou que brevemente estará disponibilizando os primeiros capítulos de "Encantada" (foi o livro que me interessou inicialmente), embora o romance ainda esteja em fase de criação. Como ele já tem outros livros escritos, aproveitei o momento e escolhi "Apaixonada por um idiota", então, para ser o romance que daria o pontapé inicial na nossa parceria. Gente, embora não tenha terminado de lê-lo ainda, vou logo adiantando uma coisa: esse livro é super leve, descontraído, de uma leitura fácil e rápida, que nos dá a sensação de que a personagem está ao nosso lado, conversando com a gente.  Brevemente trarei a resenha dele pra cá!

Para finalizar esse post de apresentação, estou autorizada (vejam que honra!) a fazer-lhe uma revelação sobre as novidades que o nosso parceiro está providenciando para os seus queridos leitores. Divino também lançará "Lições de Amor" que reunirá as crônicas escritas pela personagem do livro "Encantada". O primeiro será distribuído gratuitamente, já o segundo estará à venda no site amazon.com.  E eu não vejo a hora de ter os dois em minhas mãos!!! :)

É isso, gente linda! Ju e eu agradecemos ao Divino pela oportunidade da parceria, e desejamos que esta seja a primeira das muitas trocas que farão parte do nosso caminho daqui para a frente! Saúde e sucesso moço, para você, para nós, para o mundo, enfim! 

Beijo.

Arquivo pessoal do autor



Sinopse: Alguma vez já se apaixonou por alguém com quem nunca conversou?' Pois Melyssa já. E por mais estranho que isso seja, Melyssa odeia contos de fadas, músicas melosas, e livros de romances. Prefere ouvir um estilo mais Rock in Roll. Embora, detesta baladas e festinhas com os amigos. Trabalha como Garçonete em uma Pizzaria próxima a sua casa, para não ser despejada do imóvel onde ela infelizmente deixou vencer três meses do aluguel. E como se tudo isso já não bastasse, Melyssa acredita que conseguirá, em forma de crônicas postadas em um blog criado por ela mesma, conquistar o coração do seu único e verdadeiro amor.




 
 
Arquivo pessoal do autor


Sinopse: Já passou pela sua mente se apaixonar pelo o mesmo cara em que você jurou conseguir uni-lo com outra pessoa?  Pois é exatamente isso que aconteceu com Ana Clara – a protagonista desta história. Ana Clara estuda na mesma sala onde o atual garoto se encontra. E já não tem mais coragem de conversar com o galã desta história após descobrir que está loucamente, incondicionalmente, perdidamente apaixonada por ele. O pior de tudo é, mesmo sabendo que ele poderia ser o seu PRÍNCIPE ENCANTADO, Ana Clara já havia feito questão de arrumar outra princesa para ocupar o seu coração. Depois de descobrir que seu talento para ''Encontrar'' e ''Juntar'' almas gemias era apenas uma farsa, ela decide então destruir esse namoro para tentar conquistar o cara idiota que ela foi se apaixonar.






Arquivo pessoal do autor
 

Um confronto tão grande quanto a guerra - Resenha de "Entre o Amor e a Paixão", de Lesley Pearse




Título: Entre o Amor e a Paixão (The Promise)
Autor: Lesley Pearse
Tradução: Robson Falchetti Peixoto
Editora: Novo Conceito
511 páginas

Sinopse: No início da primeira guerra, Jimmy, o marido de Belle Reilly, é levado para as trincheiras mortais do norte da França e Belle percebe que não pode ficar de braços cruzados quando tantos estão sacrificando suas vidas. Armada de coragem e boa vontade, ela se torna voluntária como motorista da Cruz Vermelha, também na França. Então, enquanto cumpre seu dever humanitário, um trágico acidente lhe coloca frente a frente com Etienne — o homem que fez parte de seu passado e a quem nunca esqueceu completamente. Dividida entre a paixão proibida por Etienne e a lealdade e amor por Jimmy, Belle encontra-se em uma situação impossível. A confusão de seus sentimentos, misturada à escuridão da mais brutal das guerras, a levará a sucumbir para sempre, ou a força da vida será maior e a conduzirá, finalmente, à verdadeira felicidade?

Depois de terminar a leitura deste livro, eu só tenho uma coisa a dizer: WHAT?
Se eu fosse a Belle, saltava para fora do livro, pegava Lesley Pearse pelo colarinho e perguntava: "Tu tá de brincaition with me?". Porque sério, coitada dessa Belle. A mulher destroçou o coração da pobre coitada. Mas vamos por partes.
"Entre o Amor e a Paixão" é a continuação de "Belle", que eu li lá em agosto e resenhei aqui. Então, se você ainda não leu o primeiro livro e não gosta de spoilers, não continue lendo este texto.
Nesta contiuação, encontramos uma Belle feliz, depois de sofrer poucas e boas no mundo da prostituição, ela agora está casada com seu amor de infância e finalmente conseguiu abrir sua loja de chapéus, que é muito bem sucedida. Ela se mudou para um novo lugar onde seu passado não é conhecido e desta forma, ela a Mog podem viver de maneira respeitável diante da sociedade.

"Ele queria dizer que sempre a amara, queria tomá-la nos braços  e beijá-la, mas sabia que era tarde demais. Tivera sua chance e não aproveitara. Agora ela pertencia a outro homem."

Como "quando a esmola é demais, o santo desconfia", logo a guerra explode e abala a vida feliz que Belle construiu. O passado vem literalmente bater à sua porta e tudo aquilo que ela achou que estivesse esquecido, retorna de forma intensa. Sentimentos que antes eram só uma lembrança vem à tona a ponto de ela já não ter mais certeza de que a vida que ela tem ao lado de Jimmy é a vida que ela sempre quis.
Com o marido na guerra e seu espírito inquieto, Belle decide que não quer ficar de braços cruzados e se torna voluntária. Como já era de se esperar, lá ela vê muito sofrimento, muitos dos quais são diretamente ligados a ela e como se não bastasse se vê obrigada a enfrentar o passado e tomar decisões que podem abalar sua "vida perfeita".

"... seria provável que o destino fizesse com que dois homens que amavam a mesma mulher se encontrassem á beira de uma estrada na França?"

Como eu disse ali no começa. Lesley Pearse deve estar de brincadeira. Belle já tinha comido o pão que o diabo amassou no primeiro livro e quando a gente achava que o máximo que ia acontecer neste segundo era ela ficar dividida entre o amor e a paixão, a gente muito se enganou.
A escrita de Lesley é perfeita, flui e faz parecer que este livro não tem esse monte de páginas. A descrição dos cenários de guerra, as dores e sofrimento são impecáveis. Mais uma vez, faz com que o leitor se sinta dentro da história.
Eu só acho que é sofrimento demais na vida dessa coitada. Se o coração de Belle tinha sido pisoteado no primeiro livro, nesse ele é destroçado, ferido de todas as maneiras possíveis e eu não sei de onde essa personagem tira forças para sobreviver a tanta desgraça. 

"Tudo é justo no amor e na guerra(...). Nenhum de nós sabe se vamos sobreviver a esta guerra. Não gostaria de morrer sabendo que fracassei em lhe contar meus verdadeiros sentimentos por você."

Apesar de toda tristeza, o livro é inegavelmente lindo, e o final... bem, eu não vou falar do final para não estragar o suspense, então leiam, porque vale muito a pena.
Desta vez não tive problemas com a tradução. O livro foi traduzido por apenas uma pessoa, ao contrário do primeiro que foi traduzido por três, portanto não houve desencontros, erros ou frases sem sentido. 
Mais uma vez adorei o livro e vou procurar mais obras da autora para ler, pois sem dúvida ela tem o dom de transportar quem está lendo para dentro do livro, envolver o leitor em suas descrições com tal riqueza de detalhes que não há maneira de não se imaginar fazendo parte do mundo dela.

"Devemos apenas acreditar que, como o destino nos uniu novamente, ele tem mais planos para nós. Eu ao você, Belle, não apenas por uma noite mas para sempre. O amor sempre encontra um caminho."

"Belle" e "Entre o Amor e a Paixão" são obras primas, que entraram para minha lista de livros que mais gostei. Só espero que agora ela deixe Belle quieta lá no canto dela e não me venha com um terceiro livro para acabar de dilacerar a mulher! haha

Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado e 
até a próxima.

25 de janeiro de 2015

Totalmente sedutor - Resenha de "Sedução ao Amanhecer", de Lisa Kleypas

Créditos na Imagem


Título: Sedução ao Amanhecer
Autor: Lisa Kleypas
Tradução: Livia de Almeida
Editora: Arqueiro
256 páginas
Livro 2 da série Os Hathaways

Sinopse: O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à Franca, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca... e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?

Olá pessoal!
Terminei nesta madrugada a leitura do segundo livro da série "Os Hathaways",e aqui estou eu para lhes dizer o que achei.
Como eu comentei na resenha do primeiro livro, "Desejo à Meia-Noite", a história de WIn e Kev me chamou tanto a atenção, que obscureceu Amelia e Cam, que eram o casal principal do momento e fez com que eu não ligasse tanto para eles porque queria saber da história paralela da irmã. Coisa que não acontece neste segundo livro, já que a história dos dois é forte e não some atrás das paralelas.
Eu gostei muito mais deste segundo livro. Achei que a história de Win e Kev foi muito melhor construída e até mesmo as aparições de Cam e Amelia foram bem mais interessantes aqui do que no primeiro livro. 
Neste livro, WIn se afasta por um tempo para cuidar da saúde e é neste tempo de afastamento que tanto ela quanto Kev tomam consciência da dimensão do sentimento que nutrem um pelo outro. E apesar de Win achar que uma vez que ela ama e é amada, tudo é muito simples e pronto, ela percebe que vai ter que lutar contra duras convicções e cicatrizes que a vida causou em seu amado para que eles possam viver felizes.

"Seu coração é meu, pensou ele com intensidade selvagem. Pertence a mim"

Paralelamente, Lisa nos leva para conhecer os mistérios que envolvem Cam e Kev, o mistério de suas tatuagens e o que elas significam. Adorei essas partes! E ainda temos a sugestão de uma nova história de amor que começa a se desenvolver em forma de aversão com outro dos Hathaways. Sabe aquela história que a gente já conhece bem, de "quem desdenha quer comprar"? Tudo indica que mais para frente teremos algo assim.
O apelo sexual continua forte, mas dessa vez eu achei que foi mais aceitável, não pelos padrões da época (porque está totalmente fora, como costuma ser nesse tipo de livro), mas pela história dos dois,que demoraram a vida inteira para tomar uma atitude.

"Quando se afastou, Win sentiu um nó na garganta. Então pensouo que Kev Merripen era o homem mais irritante que existia. Era egoísta, recusava-se a ter um relacionamento com ela mas também não a deixava se aproximar de mais ninguém. E conhecendo a teimosia dele, essa situação provavelmente se manteria por anos. Para sempre. Não podia viver desse jeito."

Não tem jeito, gostei muito mais da história deste livro do que do primeiro. Kev tem uma postura mais selvagem , uma espécie de leão que tenta domar sua natureza e não consegue o tempo todo, coisa que eu achei mais interessante para um personagem cigano que teve as condições de vida que ele teve. Achei mais sedutor que o Cam. E gostei muito também da postura da própria Win, que voltou curada e determinada a nunca mais ser tratada como uma inválida. E colocar um rival na cola do Kev era tudo o que faltava para pôr fogo nessa relação.
Como comentei ali em cima, mais uma vez as histórias paralelas me chamaram a atenção. Dessa vez, Leo me prendeu. E estou louca para chegar na história dele logo. Mas pelo que vi aqui, Poppy é a próxima, então só me resta esperar que ela consiga me prender na vez dela para que eu não leia pensando no Leo.

"Amo você ... o fascinante conjunto de coisas que você é... E quero você por mil motivos ao mesmo tempo... Amo você como é agora e também como será nas décadas que virão, cada vez mais linda.Amo você por ser a resposta para todas as perguntas que meu coração poderia fazer.

Adorei tudo neste livro. O romance dos dois, as coisas lindas que ele fala para ela, as histórias em volta, a revelação dos mistérios de Cam e Kev, o rival, tentativa de assassinato... é um livro bem agitado e como não poderia ser diferente, a gente não tem vontade de parar de ler até chegar ao fim. O começo da história pode parecer um pouquinho lento, até por conta da separação dos dois, mas não se engane. Melhora muito quando Win volta com um potencial rival a tiracolo.
Agora vou começar o terceiro e ver o que mais os Hathaways preparam para nós.
Por hoje é só!
Até a próxima!

23 de janeiro de 2015

Resenha: "Claro que te amo" - Tammy Luciano


Imagem do blog: Eternamente Princesa


Uma das vertentes da psicologia diz que tudo o que detestamos no outro é apenas o reflexo do que não aceitamos em nós. Bom, mas por que cargas d'água estou falando disso num post que é para ser mais uma resenha? Então, é que lendo Claro que te amo eu dei de cara com a Piera, uma personagem que durante a maior parte do livro, me deixou com uma imensa vontade de dar uns dois tapas na cara dela. Sabe aquelas situações em que você tem vontade de fazer a pessoa acordar para a vida e perceber a besteira que ela está fazendo? Era essa a minha vontade em relação a Piera. 

Claro que te amo é uma história narrada em primeira pessoa e logo no início, ela, Piera, se apresenta para nós. Uma garota de 19 anos, estudante de arquitetura, que mora apenas com o pai já que sua mãe foi embora pouco depois do seu nascimento, e que num ato de extremo masoquismo decide ir assistir ao casamento do seu ex-noivo com quem ela viveu um longo namoro de 6 anos. A escrita da autora é super envolvente desde a primeira página, acho que por isso a história me despertou tantos sentimentos. 
"Deixe me apresentar: Eu sou aquela garota que está vivendo o que não queria."
Cada capítulo do livro começa com uma sentença, e é essa a que encabeça o primeiro. Cof cof cof... Alguma coisa familiar? Piera acreditava no seu relacionamento com André, embora o seu coração já gritasse que ela permanecia com ele muito mais por comodismo que por qualquer outro sentimento. Quando ele decide terminar o namoro, engatando dois relacionamentos e casando algum tempo depois, nossa personagem vê o seu mundo desmoronar literalmente. "Sabe quando você tem certeza de tudo, não desconfia do destino, se vê no controle da situação e, de repente, tudo muda e, além de não ser mais protagonista, você nem parece merecedora do papel de coadjuvante?"

A medida em que a história vai se desenrolando, conhecemos um pouco mais a respeito de Piera. Sua mãe foi embora e o pouco que ela sabe a seu respeito veio a partir das histórias contadas por seu pai - que é também seu grande amigo - e das fotos que ela recortou numa tentativa de formar na imaginação a figura daquela que lhe deu a vida. Com o fim do seu relacionamento com André, portanto, Piera passa a carregar dentro de si o trauma causado por dois abandonos. Complicado, né?
"Eu diria que minha vida deu uma enorme volta para que, acima de tudo, soubesse quem sou e o que quero. Quem sabe não seria uma garota sem príncipe encantado, me apaixonando pela própria vida e tendo comigo mesma uma linda história de amor? Se há uma coisa que dá voltas, é a vida. Queria me resolver, me encontrar, comemorar quem sou, mas não estava sendo fácil saber como recomeçar e que caminho seguir. Eu vivia fragmentos, pedaços do dia, no restante ligava uma espécie de automático. Quanto tempo duraria isso? Não tinha a menor ideia."
É compreensível que você fique com o pé atrás quando vivencia experiências de abandono como as vividas pela nossa personagem, sei que é difícil você continuar acreditando que um dia algo de bom vai acontecer na sua vida, mas, gente, como diz a mãe do personagem de Tom Hanks no filme Forrest Gump: "A vida é como uma caixa de chocolates, você nunca sabe o que vai encontrar." Tudo bem, eu sei que eu não sou exatamente a pessoa mais indicada para falar sobre continuar acreditando, etc e tal, mas a Piera, ela simplesmente me superou no que diz respeito à fantasmas, medos e inseguranças. Por isso a partir de um determinado momento do livro me bateu a vontade de dar aqueles dois tapinhas nela, tadinha. 

Preciso dizer que esse livro, ou sua autora no caso, tem um forma singular de surpreender o leitor. Me vi surpresa em pelo menos três momentos, e o primeiro deles foi no que trata do reaparecimento da mãe de Piera. Não posso falar muito para não contar detalhes da história, mas a volta de Cecília dá uma reviravolta de 360º na vida da garota. Ela descobre através de seu pai que sua mãe está internada numa clínica de repouso e é exatamente a partir desse momento que os piores e melhores momentos de sua vida começam, de fato, a acontecer. Sim, porque ao mesmo tempo em que fica sabendo da doença de sua mãe (esquizofrenia), Piera conhece Marcelo, o médico administrador da clínica de repouso. 
"O senhor Marcelo, o administrador, entrou na recepção sorrindo e ali, olhando aquele homem totalmente desconhecido, esqueci pelos próximos segundos todos os meus problemas até aquele dia. Fiquei calada observando cada passo daquele desconhecido. O sorriso continuava ali e meu coração ficou ainda mais apreensivo, como um urso polar sendo colocado em uma praia do Ceará. Depois de observar os dentes, dei de cara com um par de olhos verdes quase azuis, os olhos mais terríveis de olhar. Não são somente verdes. Também não são azuis. São olhos verdes que chegam perto do azul e voltam para o verde, indo mais uma vez no azul e… Por que estávamos ali e qual era o problema da minha vida mesmo?"
Eu preciso continuar mesmo a resenha depois dessa citação? Bem que não se Piera não tivesse demorado demaaaais a perceber a grande oportunidade que o destino lhe colocava nas mãos. Desde que a conhecera, Marcelo se mostrara um amigo para todas as horas, um companheiro de jornada, e mesmo depois de ter se declarado apaixonado por ela, dito que a amava, ela se deixou levar por medos e inseguranças. Entre as tantas idas e vindas do casal protagonista de Claro que te amo, eu quase jogo meu celular na parede de tanta raiva dessa garota! Pôxa, eu estava lendo um livro, queria encontrar algo diferente da vida real!

E foi mais ou menos assim, gente, entre raivinhas, suspiros e muita emoção que continuei a leitura dessa linda e envolvente história. Muita coisa acontece no decorrer do romance, mas não quero dar nenhum spoiler, então vou terminar essa pequena resenha dizendo que Claro que te amo é um livro muito, muito bom. Não tem nada a ver com aquelas histórias "água com açúcar", mas, claro, não deixa nada a desejar no que diz respeito à sensibilidade. Quem já acompanha o T&R e as nossas resenhas, sabe que Ju e eu somos duas românticas assumidas, por isso, não vou negar que adorei chegar no último capitulo desse livro e ver nele mais um dos finais felizes que eu tanto amo! Valeu muito a pena a raiva que Piera me fez... rs 

É isso! Fico por aqui esperando que tenham gostado da resenha! Desculpem a empolgação e até a próxima! rs

Beijos!!

Outros quotes preferidos


 "Eu queria ter a chance de mergulhar sem pensar na altura e se no chão havia água ou terra."
*
 
"Ser mimada não é pecado, gostava de me sentir especial, mas intimidade forçada é algo que sempre me incomodou." 
*

 "Eu devia aproveitar um momento especial, mesmo que fosse rápido. (...) Então, por alguns segundos, fechei os olhos e me deixei ser levada pelo sentimento sincero de não fugir, de acreditar e de estar exatamente onde queria estar."
*

"Eu diria que minha vida deu uma enorme volta para que, acima de tudo, soubesse quem sou e o que quero. Quem sabe não seria uma garota sem príncipe encantado, me apaixonando pela própria vida e tendo comigo mesma uma linda história de  amor? Se há uma coisa que dá voltas, é a vida. Queria me resolver, me encontrar, comemorar quem sou, mas não estava sendo fácil saber como recomeçar e que caminho seguir. Eu vivia fragmentos, pedaços do dia, no restante ligava uma espécie de automático. Quanto tempo duraria isso? Não tinha a menor ideia."
*

"Por que alguns momentos na nossa vida existem sem a menor necessidade de terem existido? Será mesmo que são assim tão sem sentido quanto parecem? Ou existe motivo até nas experiências rasas e nos encontros fúteis?"

"As vezes, parece que não estamos nos nossos melhores dias, mas na verdade é apenas um período de mudanças para surgir o novo, o melhor."
*

"Quando sentimento é uma obrigação, não vale nada o relacionamento."
* 

“E onde estava o meu príncipe que ainda não tinha aparecido? É tão estranho pensar que pode existir alguém realmente especial, capaz de mudar sua vida, mas que você não tem a menor ideia de quem seja ou onde mora. Vai por mim: tem sempre alguém legal para outro alguém. Serei eternamente positiva nesse assunto."
*
"De repente, o sonho acontece, só porque sempre existiu dentro de você."